sábado, 23 de julho de 2011

Muito Decepcionada. As pessoas têm me deixado triste.

 
Então como os últimos dias não foram fáceis resolvi mudar aqui, para mudar de astral aqui e na minha vida.
O que eu tenho? Dor, TPM, decepção, depressao.... sei la que merda é, so quero q suma.
Depressão é fod@, ainda é muito dificil para mim entender ou tentar explicar o que ao certo me deixa deprimida, fujo, fujo mas parece inevitavelmente essa dor . Quando chego a tocar no assunto assim, é porque as dores estão insuportaveis. Durante o dia até dá para aguentar e fazer esforços, tenho meu trabalho, onde me destraio, tenho meus amigos, mas a noite qdo deito na cama... chego a sentir meu coração chorar. E qdo as pessoas me perguntam como estou, eu respondo com um sorriso: Muito bem, obrigada.
São várias as coisas que me deixam deprimida, mas dessa vez, tem a ver com minhas decepções...
Decepcionada com as pessoas que não conseguem se doar para ajudar as pessoas.
Tem tanta gente mesquinha nesse mundo, tem tantas perto de mim.
Decepcionada com as pessoas que não conseguem dar o melhor de si e acham que fizeram muito.
Decepcionada com as pessoas que falam e não cumprem, isso pra mim é falta de respeito e irresponsabilidade.

Decepcionada com as pessoas que pensam mais nos outros do que na própria familia.
Decepcionada com as pessoas que não dão valor para as pessoas que tem por perto.

Decepcionada com as pessoas que aproveitam do amor dos outros para pedir dinheiro.
Vá trabalhar e cuidar da sua vida. Cada um vive de acordo com a sua conta bancaria. Eu sou funcionária pública, nao sou empresaria nem rica, tudo que tenho conquistei com muito esforço, muito trabalho.
Decepcionada com as pessoas que dão o dinheiro achando que estão dando amor. Afff, achando que podem comprar os outros e comprar sua salvação.
Decepcionada com quem não consegue ter o mesmo carinho, atenção e preocupação com os filhos, esquecendo que nasceram da mesma barriga.
Decepcionada com as que não param um minuto por um abraço.
Que não sabem dizer obrigada e nem eu te amo.
Muito decepcionada com as pessoas que copiam e imitam tudo que eu faço e acham que o mérito é delas.
Decepcionada com o Orkut . com o facebook e com o Blogger.
E a pior decepção... é comigo mesma, que não posso e as vezes não quero mudar, não qro me dar uma chance, é tao complicado, eu sou tão temperamental, tão impulsiva, as vezes quero resolver meus problemas logo, muitas vezes estou certa, a solução é simples, mas é preciso me conter agora tenho familia, criei minhas raízes, tenho uma filha... 
So sei hoje que a vida é um saco, o meu ta cheio e pesado...

Quero uma semana num spa, longe de tudo, com profissionais 24hs cuidando de mim, massagem, hidratação, cabelo, unha, relaxamento e natureza.
Mas o que me anima é que desabafei e esse sentimento desanimador, logo vai passar... espero.
bjus

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Ele(a) não quer casar - vale a pena insistir na relação?


São poucas as pessoas que iniciam um relacionamento sem pensar no futuro, sem acreditar que depois de muito investimento ele pode terminar no altar. Mas e quando o parceiro deixa bem claro que não tem a menor vontade de trocar alianças, é aconselhável investir na relação?
Segundo a consultora de relacionamentos Cláudya Toledo, dona da agência A2 Encontros e conhecida como o maior cupido do Brasil, não é comum o homem falar que quer casar.

"Normalmente, quando a mulher é atraente o suficiente, passa confiança e é amorosa, o homem acaba querendo se casar com ela, ‘prendê-la’ para sempre", afirma. "Essas parceiras costumam ter um ‘mundo’ diferente, cheio de hábitos criativos. E como só se ama o que se admira, os rapazes passam a ter uma atração alucinada por esses perfis de mulheres", explica.
Cláudya garante que quando o homem vem com a desculpinha de que não está preparado, não é porque não quer casar, mas sim porque não quer se casar com determinada pessoa. "Aqui mesmo na agência eu vejo um monte de mulheres que saem com um cara e chegam aqui reclamando que ele não quer nada sério. Então quer dizer que ele se cadastrou aqui e não quer casar? Não é isso, ele não gostou foi das moças, mas nem sempre elas percebem isso", diz.
Se o homem não encontrar numa mulher ingredientes como atração, confiança, amor (nascido a partir da admiração) e um modo diferente de vida, a consultora garante que ele não vai se casar. "Sabe quando o rapaz começa a namorar e muda alimentação, para de beber, passa a se cuidar mais? Então, ele não vai querer perder a mulher que lhe apresenta um mundo novo, um modo diferente de vida", afirma.
Diferente do que se pensa, a independência feminina não assusta os homens. Na realidade, o medo de casar e de não dar certo acomete os dois sexos. E a nova posição da mulher, pelo menos para os pretendentes das classes A e B, é ótima, uma vez que eles não precisam se preocupar mais em sustentar as parceiras. "O que mudou com o tempo é que agora a oferta de mulheres está bem maior. Só que mesmo assim, os homens não se cansaram de procurar alguém que passe confiança e que combine com eles", ressalta Cláudya.
A consultora discorda quando se diz que as mulheres são capazes de fazer a cabeça de um homem que não pensa em trocar alianças. Para ela, o parceiro vai mudar de opinião a partir de uma vivência, de um relacionamento que cresce com o tempo. É o tipo de envolvimento que mistura a loucura da paixão com a confiança do amor. "Esse acontecimento muda a vida de alguém, esse encaixe cósmico que começa no corpo e termina na alma é que faz a pessoa se transformar. É algo divino, é o big ben entre duas pessoas".

Cláudya também deixa um conselho: as mulheres que se tornaram "homens" só vão afugentar os pretendentes. "Elas são fortes, poderosas e ganham muito dinheiro. Mas se não deixarem em evidência seus ingredientes femininos - atração, meiguice, acolhimento, receptividade e cuidados com a beleza - não vão atrair o sexo oposto". Fica a dica!

texto do site vilamulher

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Pode ser...

Você sabe Namorar? (por Antônia Pellegrino)

"Namorar não é pra quem quer, é pra quem pode - ou deseja muito aprender. Parece instintivo, mas é educação. Amor é linguagem cifrada: conquista-se algum vocabulário, mas cada relação tem sua própria gramática. Você sabe falar o amor? Quem nunca se diverte nessa matéria, com o tempo, leva bomba. Mesmo que você seja megainteressante, gata, linda, bem-sucedida, você pode continuar muito solteira. Mistério. Segura esta: o problema é seu!!! Corra pro divã do analista!



Tem mulher de todo o tipo neste nosso vasto mundo. Tem garota messalina, dada ao meretrício, com alma de gueixa, de amante, menina revolucionária feminista ou mulherão profissional determinado e, nem sempre, essas estão afinadas à sensibilidade propícia ao surgimento - ou desdobramento - do amor. Ou seja, às vezes nós somos do tipo que espanta.



O amor não é cego. Escolhe-se amar. Com pitadas de acaso, sempre, com fluxos inesperados, claro. Mas há de ter fé na invenção do amor. Fechar com o outro numa parceria amorosa é enfrentar medos, encarar desfeitos, recomeçar. Tá a fim?



É preciso muita concentração pra viver um grande amor. É preciso clareza, saber o que quer. Num mundo cheio de pessoas, possibilidades e amores líquidos, você quer arcar com o preço de uma escolha sólida, estável, que limite as suas outras múltiplas experiências?



Para aqueles cuja resposta for negativa: há sempre uma boa opção. A Fantástica Ilha dos Solteiros!! Um vasto território onde muitos dos seus amigos estão de braços abertos te esperando. E lá sempre tem festa, bebida, sexo grátis. E você pode até encontrar alguém inábil pro amor, mas que queira namorar - não subestime essa modalidade, pode ser muito interessante. Tem gente que passa a vida na Ilha, e sem passagem de volta.



Para aqueles cuja resposta foi sim, eis uma listinha de itens básicos, resultado de uma pesquisa elaborada entre internautas: pra namorar é preciso trocar umbigo por ouvido, saber ceder, respeitar o outro, resolver problemas com amor, ter paciência, afinidade, coragem, generosidade e tesão mútuo.



O resto é contigo, nega!!!"



... Eu AMO namorar. E você?!?!

sábado, 28 de maio de 2011

Faculdade Fametro visita Abrigo Moacyr Alves, em Manaus

Faça uma visita, conheça cada caso, dê uma ajuda, material ou não, para essas crianças, mais importante do que o leite é um minuto de atenção que você dedica a elas.


Conscientizar os alunos quanto à responsabilidade social é uma das metas da atividade desenvolvida por mais de 35 alunos dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição da Faculdade Fametro que realizaram no dia 28 de Maio (sábado) a entrega de doações (materiais de higiene e brinquedos) no Abrigo Moacyr Alves.


Para a professora da Fametro, Karina Mota, conscientizar os alunos a ter a sensibilidade necessária com os futuros pacientes inclusive as pessoas com deficiência física e neurológica é primordial para que eles sejam bons profissionais.


A visita, foi uma otima experiência, foi emocionante, para quem foi pela 1ª vez, quem tem o mínimo de sensibilidade com certeza se comoveu, sentiu aquel aperto no peito, uma sensação totalmente inexplicávs de bem estar ao ajudar ao próximo, não houve transito nem sono que me impedisse de ir e dar minha parcela de contribuição, pequena certamente, mas fundamental para cada criancinha que teve algumas horas da minha atenção e carinho, tudo de bom para esses anjinhos, que papai do céu olhe sempre por ele e por todas as crianças que a cada dia mais e mais, são abandonadas e entregues a sua própria sorte, um abraço bem forte e um beijo estalado em cada uma delas, acompanhados de muita dedicação, amor e paciencia é o que desejo do fundo do meu coração a todas essas crianças, nao so do Moacyr Alves, como tambem de todos os abrigos, espalhados por este mundao de meu Deus.


Obrigada Deus, por ter me dado a oportunidade que tive hoje, obrigada por colocar pessoas como a prof.ª Karina na vida dessas crianças e obrigada, muito obrigada, por todos os voluntários e profissionais que se dedicam em ajudar.


Professora Karina, uma das Damas da Caridade de Manaus.


Um passeio pelo abrigo


Momento de descontração das crianças.

domingo, 15 de maio de 2011

Precisa-se de loucos


De loucos uns pelos outros! Que em seus surtos de loucura tenham habilidades suficientes para agir como treinadores de um mundo melhor. Que olhem a ética, o respeito às pessoas e a responsabilidade social não apenas como princípios organizacionais, mas como verdadeiros compromissos com o Universo.

Precisa-se de loucos de paixão. Não só pelo trabalho, mas principalmente por gente, que vejam em cada ser humano o reflexo de si mesmo, trabalhando para que velhas competências dêem lugar ao brilho no olhar e a comportamentos humanizados.
Precisa-se de loucos de coragem para aplicar a diversidade em suas fileiras de trabalho, promovendo igualdade de condições sem reservas, onde as minorias possam ter seu lugar, em um ambiente de satisfação e crescimento pessoal, independente do tamanho do negócio,segmento ou origem do capital.

Precisa-se de loucos visionários que, além da prospecção de cenários futuros, possam assegurar um novo amanhã, criando estratégias de negócios que estejam intrinsecamente ligadas à felicidade das pessoas. Primeiro a gente é feliz, depois a gente faz sucesso, não se pode inverter esta ordem.

Precisa-se de loucos pelo desconhecido que caminhem na contramão da história, ouvindo menos o que os gurus tem a dizer sobre mobilidade de capitais,tecnologia ou eficiência gerencial e ouvindo mais seus próprios corações. Precisa-se de loucos poliglotas que não falem inglês, espanhol, francês ou italiano, mas que falem a língua universal do amor, do amor que transforma, modifica e melhora. Palavras não transformam empresas e sim atitudes.

Precisa-se simplesmente de loucos de amor. De amor que transcende toda a hierarquia, que quebra paradigmas; Amor que cada ser humano deve despertar e desenvolver dentro de si e pôr a serviço da vida própria e alheia; Amor cheio de energia, amor do diálogo e da compreensão, amor partilhado e divino, do jeito que Deus gosta.

As organizações precisam urgentemente de loucos, capazes de implantar novos modelos de gestão, essencialmente focados no SER, sem receios de serem chamados de insanos, que saibam que a felicidade consiste em realizar as grandes verdades e não somente em ouvi-las… Ou resgatamos a inocência perdida ou teremos que desistir de vez da condição de HUMANOS. Qual vai ser a sua atitude?

domingo, 24 de abril de 2011

Sobre o Tiririca...




O grande parlamentar brasileiro TIRIRICA foi diplomado em 17.12.2010..

Salário: R$ 26.700,00

Ajuda Custo: R$ 35.053,00

Auxilio Moradia: R$ 3.000,00

Auxilio Gabinete: R$ 60.000,00

Despesa Médica pessoal e familiar: ILIMITADA E

INTERNACIONAL  (livre escolha de medicos e clinicas).

Telefone Celular: R$ ILIMITADO.

Ainda como bônus anual: R$ (+ 2 salários = 53.400,00)

Passagens e estadia: primeira classe ou executiva sempre

Reuniões no exterior: dois congressos ou equivalente todo ano.

Mensalão: A COMBINAR!!!

Custo médio mensal: R$ 250.000,00

Aposentadoria: total depois de 8 (oito) anos e com pagamento integral.
Fonte de custeio: NOSSO BOLSO!!!

Dá para chamar ele de palhaço?
Pense bem, quem é o palhaço!!

Nem é preciso dizer...

terça-feira, 19 de abril de 2011

conto japonês milenar

Tem um  que é mais ou menos assim:

Em uma planície, viviam um Urubu e um Pavão. Certo dia, o Pavão  refletiu:
 -Sou a ave mais bonita do mundo animal, tenho uma plumagem colorida e
 exuberante, porém nem voar eu posso, de modo a mostrar minha beleza.
 Feliz  é o Urubu que é livre para voar para onde o vento o levar.



O Urubu, por sua vez , também refletia no alto de uma árvore:

 - Que infeliz ave sou eu, a mais feia de todo o reino animal e ainda
 tenho  que voar e ser visto por todos, quem me dera ser belo e vistoso
tal qual  aquele Pavão.


Foi quando ambas as aves tiveram uma brilhante idéia em comum e se
 juntaram  para discorrer sobre ela: cruzar-se seria ótimo para ambos,
gerando um  descendente que voasse como o Urubu e tivesse a graciosidade
de um  Pavão...


Então cruzaram... e daí nasceu o peru:




QUE É FEIO PRA CHUCHU E NÃO VOA!!!

Moral da história: "- Se está ruim, nem vem com gambiarra que piora!!"

segunda-feira, 18 de abril de 2011

uma triste verdade



Se você passar por uma guerra no trabalho, mas tiver paz quando chegar em casa, será um ser humano feliz. Mas, se você tiver alegria fora de casa e viver uma guerra na sua família, a infelicidade será sua amiga


Augusto Cury

segunda-feira, 28 de março de 2011

Fé nos estudos...

A semana passada de provas ja passou, mas as conquistas ficarão para sempre e a prova de que Deus me ouviu, enqnto eu orava baixinho, ficará guardada para sempre para reforçar ainda mais a minha fé, cristã ou não…
Obtive boas notas no primeiro bimestre, orgulho não so para a família, quanto para mim tambem... eu pedi a Deus, ajuda, força, sabedoria tudo, mas eu sabia tambem que só pedir eh mto facil e eu não gosto de nada fácil, eu nao aprendo nada com as facilidades da vida... é nas dificuldades que afloram o melhor de mim, entao fui correr atras do prejuizo, pq apesar de eu ter sido uma boa aluna, que se destacou e foi aplicada no passado,  isso faz parte de minhas lembranças,  há nove anos que eu nao sei o que eh metodologia do ensino ou biologia, anatomia humana e bioquimica entao, sao coisas totalmente novas para mim, citologia e histologia soam ate como nomes de doença, que é isso!


Não foi fácil... estudar, pesquisar, entender tudo que estudei e pesquisei... noites em claro, ficando mto tempo sentada, com a vista cansada, dormindo pouco, lutando contra o sono e a vontade de ir para cama esticar o esqueleto, hummm, dava vontade de chorar, mas dizem que no final do arco-íris sempre tem um pote de ouro, ne, bem, eu nao vi, ate agora, nenhum dos dois, rsrsrs e o sono eh tanto tambem que os olhos estao pesados, querendo recuperar as noites mal dormidas, confesso que ate sonhei com nomes de ossos e articulações, com tanta pressao de como seria a prova oral de anatomia
Semana toda foi recheada de provas, desde a semana retrasada, provas, trabalhos, exercícios, aff, teve ate um acéfalo que disse que ainda dava tempo de desistir, meu ovo esquerdo!!!!
É incrível como ha pessoas que tem prazer em te deixar pra baixo, acho que eh pq eh mais facil falar coisas negativas, como - desiste logo, nao vai dar certo, isso não é pra ti, tarde demais etc... força menos a mente das pessoas esse tipo de frase, pq pra encorajar eh preciso saber usar as palavras certas, ainda mais qndo tem que botar pra cima alguem que ta totalmente assustado ou desanimado, felizmente esse nao eh meu caso, acho tambem que eliminar concorrentes eh algo que mtos gostam de fazer, bem, eu tbm gosto de competir, entao ta foda, é melhor neguinho começar a estudar, pq isso eh algo que me da mto TESAO. rsrsrs
 “… mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança, e a perseverança a experiência, e a experiência a esperança; e a esperança não desaponta…” RM.5:3-5

Cheguei a conclusão que essa dificuldade (tribulação) de ser DETERMINADA e PERSEVERANTE nos estudos é o caminho normal, para não dizer necessário, sei que no fim não vou ficar desapontada pois a Fé nunca é vã.
Usei a palavra “Fé” pois acredito que o simples fato de gastar suor e labor não te dá direito adquirido de um sonho ou uma conquista… em outras palavras, pagamos um preço sem ter a garantia que vamos ter de fato o resultado esperado da nossa DETERMINAÇÃO e PERSEVERANÇA, isso é Fé, é a certeza de fato que ainda não vemos!
 ”Tudo que é bom tem um preço” mais que so uma frase de efeito é uma verdade e uma realidade.
E pensando sobre essa PERSEVERANÇA e essa DETERMINAÇÃO que precisamos ter para conquistar o que desejamos é que quero compartinhar uma imagem onde podemos ver isso de forma bem prática...


obs. Eu nao sou quem recebe a flor nem quem a entrega, eu sou aquele que esta no ganho fino, me apoiando com todas as forças, no único meio que me impede de cair  e ainda tenho forças para suportar o peso do meu amigo, companheiro, familiar ou seja la o q for que o outro representa em minha vida, ainda correndo o risco de levar uma bufa na cara, rsrs o galhozinho, fino, mais forte, pode ser visto como Deus em minha vida, que me apoia, me da força e nao me deixa cair, meu pézinho, que pode ser pequeno, eh como se fosse minha fé, pquena ou grande é ela quem me mantem viva, nao digo de fé em Deus, mas fé em mim mesma, fé de que sou capaz, fé de que eu vou conseguir... e eu consegui com a ajuda de Deus, certamente, mas pq assim como Ele, eu nao desisti de mim.
Essa nova fase da minha vida, a fase universitária, pode estar no começo, mas ja me faz pensar, refletir e planejar mto, pois essas coisas deveriam sempre fazer parte de nossa vida, sao essenciais, agradeço a Deus por eu sempre ter tido essa concepção tao precoce em minha vida.
Bem, nesse fim de semana pude dormir o sono dos justos, fiz toda minha lição, tive minhas privações, dificuldades, mas a recompensa valeu tudo, agora tenho que recarregar a bateria para a proxima semana, cheia de novos assuntos, trabalhos, exercícios, provas.... ai ai ai
So queria acrescentar mais uma coisa que a palavra prova, nao deve ser vista como algo negativo, que te testa negativamente, a prova em si, nao mede o qnto vc aprendeu das lições, pra mim eh algo muito mais profundo e deveria ser vista assim por todos, é uma prova de fogo, é mais uma etapa, é um meio de ultrapassar nossos limites, que nós mesmos nos impomos as vezes, é provar para o outro e para mim mesma que EU sou CAPAZ. Capaz de resistir a tentação de ir para balada, de ficar ate tarde assistindo tv, capaz de dormir tarde e acordar cedo, capaz de ficar acordado estudando enqnto outros babavam no travesseiro.
Eh lindo pensar assim. Eu gosto de pensar assim, eu posso dizer com orgulho: EU passei em TODAS as PROVAS, eu FUI CAPAZ, ate pq eu nao to nessa vida so pra vegetar, eu gosto de me expor, ralar a ferida, cair de joelho no chao, quebrar a cara, me levantar e aprender um passo novo.
Mal vejo a hora de chegarem as novas provas, eh um novo teste de resistência que me aguarda.

sábado, 26 de março de 2011

Dúvidas Pascoais


Filho — Papai, o que é Páscoa?
Pai — Ora, Páscoa é… bem… uma festa religiosa.
Filho — Igual o Natal?
Pai — Parecido. Só que no Natal comemora—se o nascimento de Jesus; na Páscoa, se não me engano, comemora—se sua ressurreição.
Filho — Ressurreição?
Pai — É, ressurreição. Marta, vem cá!
Mãe — Sim?
Pai — Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler meu jornal.
Mãe — Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu?
Filho — Mais ou menos. Mamãe, Jesus era um coelho?
Mãe — Que é isso filho? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! Nem parece que esse filho foi batizado! Jorge, esse filho não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensou se ele soltar uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe! Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo!
Filho — Mas Mamãe, o Papai do Céu não é Deus?
Mãe — É filho, Jesus e Deus são a mesma coisa. Você vai estudar isso no catecismo. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.
Filho — O Espírito Santo também é Deus?
Mãe — É sim.
Filho — E Minas Gerais?
Mãe — Sacrilégio!
Filho — É por isso que a Ilha da Trindade fica perto do Espírito Santo?
Mãe — Não é o Estado do Espírito Santo que compõe a Trindade, meu filho, é o Espírito Santo de Deus. É um negócio meio complicado, nem a mamãe entende direito. Mas se você perguntar no catecismo a professora explica tudo certinho!
Filho — Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?
Mãe — Eu sei lá! É uma tradição. É como o Papai Noel, só que em vez de presentes, ele traz ovinhos.
Filho — Coelho bota ovo?
Mãe — Chega! Deixa-me ir fazer o almoço que eu ganho mais!
Filho — Papai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?
Pai — Era, era melhor, ou então urubu.
Filho — Papai, Jesus nasceu no dia 25 de dezembro, não é? Que dia que ele morreu?
Pai — Isso eu sei: na sexta-feira santa.
Filho — Que dia e que mês?
Pai — Hum… Sabe que eu nunca pensei nisso? Eu só aprendi que ele morreu na sexta-feira santa e ressuscitou três dias depois, no sábado de aleluia.
Filho — Um dia depois.
Pai — Não, três dias.
Filho — Então morreu na quarta-feira.
Pai — Não, morreu na sexta-feira santa. Hum… ou terá sido na quarta-feira de cinzas ? Ah, garoto, vê se não me confunde! Morreu na sexta mesmo e ressuscitou no sábado, três dias depois ! Como? Pergunte à sua professora de catecismo!
Filho — Papai, por que amarraram um monte de bonecos de pano lá na rua?
Pai — É que hoje é sábado de aleluia, e o pessoal vai fazer a malhação do Judas. Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.
Filho — O Judas traiu Jesus no sábado?
Pai — Claro que não! Ele morreu na sexta, ora!
Filho — Então por que eles não malham o Judas no dia certo?
Pai — É, boa pergunta. Filho, atende ao telefone pro papai. Se for um tal de Rogério, diga que eu saí.
Filho — Alô, quem fala?
Rogério — Rogério Coelho Pascoal. Seu pai está?
Filho — Não, foi comprar ovo de Páscoa. Ligue mais tarde, tchau.
Filho — Papai, qual era o sobrenome de Jesus?
Pai — Cristo. Jesus Cristo.
Filho — Só?
Pai — Que eu saiba sim, por quê?
Filho — Não sei não, mas tenho um palpite de que o nome dele era Jesus Cristo Coelho. Só assim esse negócio de coelho da Páscoa faz sentido, não acha?
Pai — Coitada!
Filho — Coitada de quem?
Pai — Da sua professora de catecismo!

domingo, 27 de fevereiro de 2011

BIG BROTHER BRASIL (Luiz Fernando Veríssimo)

Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço... A décima primeira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil,... encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.

Dizem que em Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros... todos, na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterosexuais. O BBB é a realidade em busca do IBOPE...

Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB. Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.

Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo.

Eu gostaria de perguntar, se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.
Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis?
São esses nossos exemplos de heróis?

Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros: profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor, quase sempre mal remunerados..

Heróis, são milhares de brasileiros que sequer têm um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir e conseguem sobreviver a isso, todo santo dia.

Heróis, são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.
Heróis, são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada, meses atrás pela própria Rede Globo.

O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral.

E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!

Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.

Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social: moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros?

(Poderiam ser feitas mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores!)
Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.

Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós.. , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir.

Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construída nossa sociedade.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Nota de Agradecimento... à Deus.

Quero dizer a todos q estive ausente uns dias nao por falta de tempo, mas por motivos de saude, h a dias tenho sentido uma dor de cabeça horrivel, da vontade de morrer... estive mto mal, ontem a noite cheguei ao maximo do q eu podia aguentar... qm me conhece sabe que eu nao sou de ficar me queixando... aguento calada, entao qndo eu falo q to mal ou q adoeci é pq o negocio ta feio, as pessoas ate se surpreendem,  ontem foi assim, minha mae chegou em casa depois da igreja e se assustou pq a 6 horas atras eu estava rindo e conversando com todos na casa dela....  infelizmente eu tenho uma grande tendência a passar mal so qndo fico sozinha.... eu ligava pra minha mae e para meu esposo, q nao estavam em casa essa noite e nao consegui falar com nenhum dos dois... eu nao conseguia levantar da cama, vomitei bastante, minha cabeça parecia q ia explodir junto com meu ouvido q doía bastante, uma hora olhei no espelho e vi todo meu rosto inchado, o olhinho miudo, eu fiquei desfigurada, o nervosissmo tomou conta de mim, pedi a Deus apenas pra aguentar ao menos ate alguem chegar pq minha filha estava comigo, ela se assustou tanto ao ver a mae passando tao mal, ela so tem 3 anos, mas entendeu tudo, ficou assustada e chorando, toda aqla situação me deixou bem mais preocupada, mas eu nao podia nem comigo!  So Deus sabe...
Qndo eu achei q ja tava perdendo a consciencia, meu cel toca em resposta as inumeras tentativas frustadas de me comunicar com alguem,  graças a Deus, pensei... era o Emiliano, nossa juntei forças pra falar q precisa q ele viesse para casa o qnto antes pq eu estava passando mal... ele prontamente chegou em casa e me encontrou ja bem melhor depois de toda crise q tive..... com certeza alguem segura minha mao naqla cama e me acalmava a alma enqnto estive sozinha em meu quarto delirando de dor, mas creio q as lagrimas de uma inocente, foram bem mais miraculosas do que qualquer prece minha feita ontem a noite.... Obrigada Deus, por mais uma manha, obrigada por mais essa oportunidade... Cada novo amanhecer é um milagre de Deus... so damos atenção e valor para essas coisas que julgamos simples, quando percebemos que podemos ficar sem elas....
Meu choro esta manha, nao foi de dor, nao foi de medo... foi de agradecimento.


sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Visitem!!!

Unhas decoradas , adorei esse blog e segue aqui a sugestao, quem gosta de arte nas unhas da uma olhadinha la e se inspira. bjao.... eu vou tentar fazer o estilo Degradê, a ideia da esponja eh otima.

Guerra dos Sexos

Discursos Feministas

Num seminário promovido pelo Movimento Feminista, uma americana faz o seu discurso:
- Na semana passada eu cheguei em casa e fui logo falando ao John que a partir daquele momento ele cuidaria da casa, cortaria a grama e faria o jantar. No primeiro dia, não vi nada. No segundo, não vi nada. Mas, no terceiro, a grama estava cortadinha e, a casa, um brinco.
Após longos aplausos, uma alemã também resolveu fazer o seu depoimento:
- Na semana passada eu cheguei em casa e disse ao Hans que a partir daquele momento ele compraria a cerveja e cozinharia o seu próprio chucrute. No primeiro dia, não vi nada, no segundo, também não, mas, no terceiro, a cerveja estava geladinha sobre a mesa, ao lado do chucrute, que por sinal estava uma delícia!
Mais aplausos pela vitória feminista. Então foi a vez da brasileira:
- Na semana passada, eu cheguei para o Zé e disse que ele teria de lavar a roupa, limpar o banheiro e fazer as compras. No primeiro dia, não vi nada. No segundo, também não vi nada. Foi só no terceiro dia que meu olho começou a desinchar...

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Os Homens

Os homens bons são feios.
Os homens bonitos não são bons.
Os homens bonitos e bons são gays.
Os homens bonitos, bons e heterossexuais estão casados.
Os homens que não são bonitos, mas são bons, não têm dinheiro.
Os homens que não são bonitos, mas que são bons e com dinheiro, pensam que só estamos atrás de seu dinheiro.
Os homens bonitos, que não são bons e são heterossexuais, não acham que somos suficientemente bonitas.
Os homens que nos acham bonitas, que são heterossexuais, bons e têm dinheiro são covardes.
Os homens que são bonitos, bons, têm dinheiro e graças a Deus são heterossexuais, são tímidos e NUNCA DÃO O PRIMEIRO PASSO!

sábado, 15 de janeiro de 2011

VÁRIAS DE MIM

Silvana Duboc 



Sou assim 
Duas de mim 
Às vezes três 
Quatro... cinco... seis 
Sou uma por mês 
Me diversifico 
Tem horas que grito 
Vivo num conflito 
Mostro ao mundo minha dor 
Outras horas, só sei falar de amor 
A mais romântica 
Melodramática 
Estática 
Chorosa e nervosa 
Carente e decadente 
Vingativa e inconseqüente 
Aí quando menos me percebo 
Me transformo em mulher cheia de medo 
Cheia de reservas 
Coberta de sutilezas 
Séria e sem defesa 
No minuto seguinte 
No papel de mulher fatal 
Viro logo a tal 
Aí sou dona do mundo 
Segura e destemida 
Altiva e atrevida 
Rasgo meus segredos ao meio 
E exponho num roteiro 
De poesia ou texto 
Agrido, inflamo 
Conto o que ninguém tem coragem de contar 
Explico detalhes que é bom nem lembrar 
Sou assim 
Várias de mim 
Sorriso por fora 
Angústia toda hora 
Por dentro um tormento 
No rosto nenhum sofrimento 
No corpo uma explosão de prazer 
Nos olhos, meu desejo deixo perceber 
Melhor nem me conhecer 
Fique com minhas letras 
Com as minhas palavras 
Na vida real sou bem mais complicada 
Sou mil 
E quem tentou, descobriu 
Que viver ao meu lado 
É viver dentro de um campo minado 
Prestes a explodir 
Mas quem esteve nele 
Nunca quis fugir..

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Eu quero Sol nesse Jardim...

Eu quero sol nesse jardim
Quero justiça e paz
Quero andar nas ruas, sem temer
Eu quero brilho do luar
Eu quero viajar
Pelo azul dos céus

E quero te entender
Quero te conhecer
Quero correr ao encontro
De tudo que tive e perdi,
Nem sei porque!

Quero aprender a amar
E saber perdoar
Pois teu amor no meu peito
Me mostra direito
O caminho para ser feliz

Eu quero sol nesse jardim
Quero a luz da manhã
E a mais perfeita de todas as canções
Quero a verdade no olhar
Eu quero amor sem fim
Tenho a certeza que você nasceu pra mim.




Eu ouço essa musica todo santo dia desde que conheci o Emiliano, eu gostava dela mas enjoei na gravidez, quando ele ouvia 24 horas, durante toda a minha gravidez, pelamordosceus!!!
Ontem, eu a ouvi, me admirei ao ouvir e saber que um amigo gostava de Catedral, hummm, pensei, pelamordosceus! rsrsrss, mas hj prestei atençao na letra, aos desenhos do video visto no blog da minha amiga Cacau, e pasmem, nem acredito, esperei carregar, copiei a letra, fiquei cantando e ouvi umas 7 vezes... hauaiahaua, o que sera que aconteceu... sera que superei o trauma! 
:P

Amodoro meus amigos!!! Podem ser poucos, mas sao verdadeiros amigos!


A glória da amizade não é a mão estendida,

nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delícia da companhia.

É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você.

isto é valer a pena!!!
adorei esse texto, vou colocar aqui, nao so para que outros leiam, mas tbm pra quando eu vier aqui pra eu ler e lembrar das poucas vezes que recebi  gentileza, foram poucas, sim, mas foram especiais... na verdade esse texto eh so uma copia, de um blog q eu sigo e curto muito, Entre Mae e Filha, esse blog eh da nina, ela ta la na Alemanha, mas so fisicamente. Bjao Nina, bjus manauara.
Espero que nao se importe pela copia... entenda como uma divulgaçao, um compartilhamento desse texto que expressa um sentimento tao verdadeiro da necessidade que todos temos...



"Já há algum tempo que venho pensando e querendo gentileza. Como tenho sentido falta de gentileza! Aquela que chamo de gentileza urbana: ceder o assento para uma pessoa mais idosa, mais cansada; abrir a porta, seja do carro, do elevador, de casa, do bar; ajudar com a bagagem, com as compras; olhar nos olhos e dizer: bom dia, tenha uma boa tarde, por favor, obrigada, seja bem vindo, volte sempre; sorrir; ouvir; deixar passar; ceder a vez; oferecer. Oferecer encanto, cortesia, graça. Oferecer um beijo, um minuto de atenção. Ultimamente as pessoas têm se colocado tão sem tempo, que esquecem de ser gente. Esquecem que ser gente é ser carne, osso, alma e sentimento, tudo isso ao mesmo tempo*. Dia desses me deparei com uma pessoa cheia de gentileza. Pessoa bacana, que nem tão cedo será esquecida. Como fez bem para a alma e para o coração! Como é bom poder continuar acreditando que ainda há gentileza urbana, que existem pessoas cheias de sentimento e carinho, que não estou só. Sorri e meu sorriso foi retribuido. Fiquei encantada".